Junior Pontes
A Beleza da Vida e a Frágil Arte da Existência
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos

SANATÓRIO
O barulho das portas rangendo
O grito ecoando pelos corredores
Meu suspiro é o espelho da agonia
A escuridão é a minha luz.

Esta história não tem fim
As armas estão sobre minha cabeça
O demônio em você,
Ocultou o anjo em mim.

Sangue, sangue sob o sinal da cruz
Um éden negado pelos anciões
O teste definitivo que me leva ao paraíso...

Escalando montanhas e montanhas
Toda essa imensidão que meus olhos veem
Um labirinto que minha mente criou.

As horas passam lentamente
Um tique-taque ecoando em meus ouvidos
Uma sinfonia para a minha demência.

Um sorriso obsoleto em meu rosto
As marcas da guerra em meu olhar
O piscar de olhos tão incomum.

Desenhando até as pontas dos dedos sangrarem
O garoto que um dia teve sonhos,
Já não suporta seus próprios pesadelos.

Estou lendo as cartas que escrevi
Lembrando o passado para caminhar para o futuro
Olhando os ponteiros do relógio
Esperando a noite chegar.

Ainda desejo sentir teu perfume
Vagando no meio do nada
Pisando em folhas secas
Tentando encontrar o jardim da minha esperança.

by Junior Pontes [lenno]
Junior Pontes
Enviado por Junior Pontes em 06/05/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários