Junior Pontes
A Beleza da Vida e a Frágil Arte da Existência
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos

QUANDO EU SORRI PARA A ETERNIDADE
Completo silêncio e o adeus para as flores
Amores e um conto de fadas não esquecido
O perfume das rosas fragmentado ao vento
Minha história gravada no horizonte.

Um coração que sentiu as dores e a emoção
Olhos que viram a luz e desvendaram a escuridão
Oceanos de complexidade dentro da alma
O rosto da verdade escondido atrás da cortina.

Um cenário de paz para o fim da guerra
Um jardim verde sem bandeiras brancas
O congelar das lágrimas pós-tristeza
Quando eu sorri para a eternidade.

Meus últimos pesadelos se perderam na escuridão
A promessa de encontrar o desconhecido
A alquimia da transformação através dos tempos
A luta eterna entre o bem o mal.

Viemos do pó e para o pó retornamos
De mãos dadas com esta definição
Com os olhos voltados para o céu
Um bater de asas ecoando no fim do horizonte.

A bela criatura de olhos amendoados
Numa catarse através do mais belo sonho
A história não contada jogada na estante
Angelicalmente as dores se foram.

by Junior Pontes [lenno]
Junior Pontes
Enviado por Junior Pontes em 21/02/2018
Alterado em 21/02/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários