Junior Pontes
A Beleza da Vida e a Frágil Arte da Existência
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos

CASTELO NEGRO
Era uma noite de inverno
O frio parecia não ter fim
O uivar dos lobos e o sussurrar dos ventos
Tornavam a noite sem luar ainda mais sombria.

O único brilho que se via era o da neve
Era como um mar de gelo sobre o jardim
As árvores tão altas quase tocam os céus
Sou filho da floresta procurando meu sol.

Anjos vestem branco em meus sonhos
Protegem meu castelo negro todas noites
As vezes algumas asas são quebradas
As vezes algumas flechas tocam o espelho.

Além das muralhas fadas cantam
O mar azul encontra o solitário deserto
Reis e rainhas trocam votos e dançam
Em meus sonhos além do castelo negro.

Nem mesmo o fogo
Pode queimar meu coração neste frio
Nem mesmo a luz
Pode tirar me desta escuridão.

Traga me o que há além das sombras
Mostre me o caminho para uma nova terra.
Junior Pontes
Enviado por Junior Pontes em 30/04/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários