Junior Pontes
A Beleza da Vida e a Frágil Arte da Existência
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos

ME
A escuridão da minha janela parece mais sombria
Dias sem sol para uma longa jornada
Sentimentos afogados em êxtase
Procurando pelas pedras preciosas no caminho.

Vida...Eu estou te perguntando qual o seu sentido?
Frio como uma lamina tocando a pele
Milhões de razões para permanecer intacto
Percorrendo pelas linhas sinuosas que mostrarão o caminho.

Eu tenho esse mistério, posso parecer emblemático,
Mas meu sorriso será sempre verdadeiro
Todos os dias eu desejo o brilho do sol
É como sentir a esperança através dos seus raios.

Tem dias que nem os livros nem a música
Nem o espelho e nem as estrelas conseguem
Fazer-me sentir a beleza dos sentidos
É como olhar para os céus numa noite sem luar.

Estou desejando voar, mas sou um anjo sem asas,
Este paradoxo entediante entre ansiedade e tenacidade
Olhos para a razão, deixando falar mais alto o coração,
Minha esperança caminha lado a lado com suas mãos.

A mesma criança que chorou uma perda
Hoje sorri com um presente divino
Somos todos feitos do mesmo DNA do universo
Mas temos nossos egos individualizados.

As cortinas estão fechadas...
Por detrás deste pano escuro estão os sonhos
Revelarei meus segredos e tornarei a vida real
Segure minhas mãos e sinta o vento tocando nosso rosto.

by Junior Pontes [lenno]
Junior Pontes
Enviado por Junior Pontes em 29/09/2013
Copyright © 2013. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários